Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

11
Jul19

Tudo ao molho e fé em Deus(1) - Notas musicais


Pedro Azevedo

De Dó Menor a Dó Maior:

 

Renan - À sombra (sempre entre os postes), nem precisou de protector solar.

Nota:

 

Max - Saiu queimado pelos infra-vermelhos (3º escalão) suiços.

Nota: Mi

 

Thierry Correia - Deu para ver que a marcha-atrás engrena bem, faltou observar como entram a quarta e quinta mudanças. Sendo o seu forte a Correia de transmissão, novos testes o aguardam a nível de embreagem e caixa de velocidades.

Nota: Sol

 

Eduardo Quaresma - A somar ao primeiro jogo pela equipa principal ainda o puseram a jogar fora da sua posição natural (central). Não se faz. Bem sei que o seu apelido é Quaresma, mas talvez não lhe devesse ter sido pedido tal sacrifício. Ainda assim, mostrou forte personalidade. Não é um prodígio de técnica, mas não se esconde do jogo e tenta adaptar-se da melhor forma às circunstâncias, algo que me leva a pensar que um dia chegará longe.

Nota: Mi

 

Neto - Delegado da segurança no trabalho, com a sua acção preveniu fogos e acidentes pessoais. Deu-lhe muito jeito ter ali ao lado o avô Mathieu para o ajudar...

Nota: Sol

 

Mathieu - O Ministro da Defesa foi imperial. Como (quase) sempre, diga-se.

Nota: Sol

 

Ilori - O buraco no ozono leonino por onde passaram os raios infra-vermelhos que atormentaram Max.

Nota: Ré(u)

 

Ivanildo - Estava ele a parar para provocar o fora de jogo quando Ilori também parou... o cérebro, um tipo de sincronia psicomotora que deve ter causado irritação a Keizer. Jogo ingrato.

Nota: Mi

 

Nuno Mendes - Sentiu dificuldades de posicionamento iniciais típicas de um miúdo de 17 anos, mas foi crescendo ao longo do jogo. 

Nota:

 

Abdu Conté - Parece menos arranca-e-pára que Borja.

Nota: Sol

 

Doumbia - Não deixou os suiços pôr o pé em ramo verde e mostrou critério na saída de bola.

Nota: Sol

 

Eduardo - A ele aplica-se na perfeição aquela música do António Variações do "só estou bem aonde não estou, só quero ir aonde não vou...". Foi um "6" a piscar o olho ao "8", acabando por não se dar bem com essas variações. Voltando a citar o cantor, vai continuar a procurar a sua forma e o seu lugar...

Nota: Mi

 

Wendel - O elo mais fraco na primeira parte. Refilão e desconcentrado, pode render muito mais.

Nota: Mi

 

Miguel Luís - Passou ao lado do jogo.

Nota: Mi

 

Bruno Fernandes - A revolta do fado leonino. Profissional a 100%, dá sempre o máximo que a condição física permite em cada momento. Apesar da carga de treinos, deixou no campo o perfume do seu futebol. O melhor em campo.

Nota:

 

Matheus Pereira - Fora da sua posição natural, tabelou até à exaustão, mas invariavelmente encontrou uma parede à sua frente. Numa das raras excepções isolou Luiz Phellype, mas o ex-pacense não estava nos seus dias.

Nota:

 

Raphinha - É capaz de pescar um robalo de 10Kg e depois devolvê-lo ao mar. Falta-lhe mais propósito no seu jogo, pois a qualidade está lá.

Nota: Sol

 

Vietto - Sentiu algumas dificuldades em se adaptar à ala esquerda, revelando um comportamento sobrevirador para a sua direita, permanentemente procurando espaços interiores. Um bom remate por cima da barra.

Nota:

 

Plata - Muito inventivo no 1x1, mostrou uma boa gama de fintas. Numa diagonal a jeito do seu pé esquerdo acertou na barra da baliza suiça. Muitas dificuldades nas combinações com os colegas, a revelar que tem muito trabalho técnico/táctico pela frente. Mas a qualidade está lá. Em bruto (habilidade).

Nota: Sol

 

Camacho - Pouco se viu na ala esquerda, talvez por estar mais habituado ao lado direito. Foi pouco influente e não desequilibrou, embora tácticamente e na compreensão do jogo se tivesse revelado mais maduro que Plata.

Nota: Mi

 

Bas Dost - Acertou no poste logo aos 9 minutos, mas mostrou estar longe da sua melhor condição física. Apesar disso, procurou combinar com os seus companheiros.

Nota:

 

Luiz Phellype - Um dos piores jogos que lhe vi fazer. Lento a reagir, perdeu uma boa oportunidade após assistência de Matheus Pereira.

Nota: Mi

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Siga-nos no Facebook

Castigo Máximo

Comentários recentes

  • Pedro Azevedo

    Meu caro, você foi eliminado por aquele conjunto d...

  • Pedro Azevedo

    Não se trata de miserabilíssimo, mas sim de realis...

  • Anónimo

    Até podia estar avaliado em 500 milhões, que eu co...

  • Anónimo

    Até acho, que, nesta conjuntura, um clube fora dos...

  • Pedro Azevedo

    Concordo. Mantenho no entanto que RA tem o mérito ...