Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

24
Fev23

Tudo ao molho e fé em Deus

Ser ou não ser, eis a questão


Pedro Azevedo

Os adoradores de Paulinho tiveram ontem um dia em cheio, ao vê-lo ser finalmente determinante na vitória do Sporting. Para tal bastou apenas um par de minutos, tempo suficiente para os pitões das suas chuteiras efectuarem dois apoios frontais sobre os joanetes de jogadores leoninos. Em consequência, voltou com classe as costas ao jogo. E desceu como nunca no terreno, nomeadamente quando se deparou com os degraus de acesso aos balneários, eram decorridos 38 minutos de jogo. Outro jogador em destaque foi o ponta de lança Coates, que voltou a marcar e assim justificou a titularidade absoluta conferida pelo treinador. Mas no primeiro tempo foi Gonçalo Inácio o melhor em campo, dobrando frequentemente Arthur, o jogador com nome de cavaleiro da távola redonda (Santos soaria a plebeu) que Amorim lançou para contrapor ao príncipe dos dinamarqueses (Isaksen). Como não se fazem Hamlets sem ovos, os nórdicos caíram no segundo tempo, momento ideal para emergir o goleador Pote. O que é natural é o Pote pisar terrenos perto da baliza dos nossos adversários, pelo que o restaurador Olex Amorim devolveu-o à posição de interior. E foi um sucesso, aliás atestado por mais dois golos de Art-Deco, em souplesse. Um craque! Todavia, o Pote e o Coates que se ponham a pau, porque Castigo Máximo soube que o Scouting dos leões ficou muito bem impressionado com o dinamarquês que apontou o nosso quarto golo, capaz de um remate com paradinha (cerebral) que deixou o guarda-redes sem reacção. 

Tenor "Tudo ao molho...": Pote

dinamarca.jpg

sportingmidtyjland.jpg

13 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Siga-nos no Facebook

Castigo Máximo

Comentários recentes

  • Pedro Azevedo

    Caro José, a arbitragem portuguesa é marcada por e...

  • José LX

    Caro Pedrodesculpe, mas gostaria ainda de acrescen...

  • José LX

    O Var comunicou ou não? Segredo dos deuses... Sem ...

  • Pedro Azevedo

    O que sei é que em matéria de competência a UEFA e...

  • Anónimo

    A realidade alternativa, no nosso futebol, é um ...