Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

20
Dez20

Tudo ao molho e fé em Deus

Liberais, keynesianos e monopolistas


Pedro Azevedo

Até ontem supunha-se que o Sporting de Ruben Amorim não se daria bem com o liberalismo. Desde a amarga experiência com a escola austríaca até ao "laissez faire, laissez passer" adoptado pelo nosso Adán Smith (ontem providencial) em Famalicão, os contactos com a versão mais pura do capitalismo não haviam sido nada encorajadores. Como consequência, o afastamento da Europa tornou irrelevante a questão do livre funcionamento dos mercados e chegaram até a ouvir-se justos pedidos de intervencionismo por parte de uma estrutura com uma sensibilidade mais próxima do keynesianismo. Esta introdução é importante para procurar explicar a dualidade dos acontecimentos de ontem, na sequência dos quais uns (os liberais) dirão que um jogador (Feddal) movido pelo interesse próprio foi levado por uma mão invisível (?) a promover o bem-estar do clube e dos seus associados e adeptos, outros (os keynesianos) colocarão a tónica nos méritos do intervencionismo vis-a-vis o livre funcionamento do mercado.

 

Sendo um clube um microcosmos, não será de todo de estranhar que também nele este eterno debate se coloque. Afinal, a disputa entre os partidários de Hayek e os de Keynes é de sempre, com os primeiros a serem preponderantes até à 2ª Guerra Mundial e depois da crise de 70 e os segundos a preencherem o intervalo entre esses acontecimentos e a ganharem novo fôlego após a crise do subprime (2008) que abalou o sistema financeiro e as economias mundiais. A diferença é que no Sporting uma década passa à velocidade de uma semana, podendo até a necessidade urgente de adaptação a uma realidade muito volátil exigir que um hoje convicto keynesiano amanhã venha a ser um Frederico Hayek. Habituados que estavam os dois a jogar alternadamente ao monopólio, funcionando bem nesse sistema e mandando às malvas as preocupações doutrinárias, é possível que esta matéria comece a não passar ao lado dos presidentes de Porto e Benfica. Mas isso será só após o Dia de Reis, que a época agora é de boa-vontade. Feliz Natal a todos os amantes do desporto e aos Sportinguistas em especial (estamos em primeiro!). O Natal é verde!

 

Tenor "Tudo ao molho...": Pedro Porro. Bruno Tabata voltou a mexer no jogo quando entrou e Pedro Gonçalves parece afectado desde o jogo de Famalicão. João Mário está muito abaixo em termos ofensivos daquilo que mostrou antes da sua transferência para Milão. 

P.S. Os últimos dois jogos do Sporting a contar para o campeonato vieram acompanhados de uma intrigante musiquinha. Quiçá pela época natalícia, foi perfeitamente audível ontem durante a transmissão (tal como em Famalicão) a presença do coro de santo Amaro. A diferença é que desta vez o coro não assentou arrais em Oeiras (Cidade do Futebol), mas sim na Alameda dos Oceanos (SportTV)...

sportingfarense1.jpg

17 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Siga-nos no Facebook

Castigo Máximo

Comentários recentes

  • Pedro Azevedo

    GPS é muito bom. Uma história curiosa: um grupo de...

  • Pedro Azevedo

    O Paulinho revela dificuldades na finalização a 1 ...

  • Verde Protector

    É una boa comparação com Firmino. Mas o brasileiro...

  • Pedro Azevedo

    Não esquecer a Quadriga Mafiosa do Liverpool forma...

  • Pedro Azevedo

    Obrigado, caro Verde Protector. A nossa mitologia ...