Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

06
Out19

Tempo útil de jogo


Pedro Azevedo

O Observatório do Futebol, fundado em 2005 por Raffaele Poli e Loic Ravanel, publica estatísticas sobre o desporto-rei baseadas na pesquisa desenvolvida por elementos do seu staff. Este Observatório, parte integrante do Centro Internacional de Estudos de Desporto (CIES), uma parceria entre a FIFA e a Universidade, cidade e estado de Neuchatel, publicou recentemente um estudo sobre o tempo útil de jogo em 37 competições europeias de futebol.

 

Nesse estudo, a liga sueca tem, em média, o jogo mais fluído da Europa, com 60,4% de tempo efectivo. Em segundo lugar está a Champions League, a principal prova de clubes da UEFA, com 60,2% de tempo útil. Por oposição, a 1ª Liga portuguesa encontra-se em último lugar, com meros 50,9%.

 

Entre as principais 5 ligas europeias, a Bundesliga alemã é a que tem o maior tempo útil de jogo, com 58,5%, enquanto a La Liga é a que tem mais paragens, com apenas 55.8% de fluidez de jogo. 

 

De entre os clubes, o sueco Sundsvall encabeça o lote daqueles (competições nacionais) em que nos seus jogos a bola está mais em jogo (63,7%), enquanto o Feirense (Portugal) está nos antípodas com apenas 45,7% (os jogos da Belenenses SAD têm 55,2% de tempo útil, ou seja, o valor mais elevado da 1ª Liga portuguesa). Considerando só os clubes presentes na última edição da Champions/Liga Europa, o Clube Brugge (Bélgica) é o mais fluído (66,2%), seguido de Borussia Monchengladbach (62,5%), Liverpool (62,2%), AC Milan (61,2%), Barcelona (60,3%) e Paris SG (60,1%).

 

A amostra para este estudo foi realizada entre 1 de Julho e 28 de Novembro de 2018. 

 

Enfim, "food for thought", sendo certo que quando se fala na necessidade de reformas do futebol português e das suas competições tendo em vista uma maior competitividade este parâmetro de análise não deve ser olvidado. De realçar o bom desempenho à escala nacional da Belenenses SAD, mérito certamente do treinador Jorge Silas, o tal que não tem o 4º nível e cuja chamada para treinador do Sporting foi apelidada de "ridícula" pelo senhor José Pereira, o presidente de uma associação que certifica treinadores cujas equipas são as que mais param o jogo na Europa. Imagino que tal deva ser ensinado nos excelsos e importantíssimos cursos...

 

 

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Siga-nos no Facebook

Castigo Máximo

Comentários recentes

  • Pedro Azevedo

    Caro José, tive uns vizinhos cuja box era mais ráp...

  • José da Xã

    Pedro,há uns anos naquela meia final de boa memóri...

  • Pedro Azevedo

    Boa tarde, meu caro.Em primeiro lugar, queira desc...

  • Pedro Azevedo

    Caro Sebastião, antes de mais as minhas desculpas ...

  • Pedro Azevedo

    Caro AJSSB, em primeiro lugar, queira aceitar as m...