Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

28
Nov22

O bi-bota


Pedro Azevedo

Falar de Fernando Gomes é invocar alguém que foi um campeão no futebol e na vida. Nos relvados fez parte da equipa do FC Porto que inverteu um ciclo negativo de 19 anos e finalmente venceu o campeonato nacional. Tomou-lhe o gosto e no ano seguinte voltou a ganhar o máximo título português. Era ainda o tempo de Américo de Sá como presidente. Pinto da Costa, no banco, era o director para o futebol. José Maria Pedroto, o sagaz Zé do Boné, a sua grande referência, o treinador. Com Pinto da Costa e Pedroto protagonizou a grande cisão, treinando à parte durante um verão quente que viria a culminar na vitória de Américo de Sá e no retorno dos jogadores ao clube (Oliveira foi para Penafiel, o capitão Rodolfo havia ficado desde o primeiro momento nas Antas). Mas o reencontro estava para breve. No entretanto,  Pedroto foi treinar para Guimarães, Pinto da Costa iniciou uma breve travessia no deserto e Gomes foi vendido ao Sporting de Gijón. Das Astúrias regressaria como trunfo eleitoral de Pinto da Costa (como Pedroto) quando este disputou e ganhou a presidência a Américo de Sá. Já capitão da equipa, iniciou aí um novo ciclo, com mais 3 campeonatos nacionais, duas Taças de Portugal e três Supertaças. Em Portugal, porque na Europa conquistou uma supertaça europeia e os títulos de campeão da Europa e do Mundo, individualmente ganhando ainda 6 Bolas de Prata e duas Botas de Ouro que consagraram o melhor marcador europeu. Por fim, após um desaguisado que envolveu Octávio, Gomes viu o seu contrato com o Porto terminar. Veio então para o Sporting, onde acabou a sua carreira de futebolista ainda num bom plano.   

 

Se no campo sempre se destacou pela inteligência com que antecipava os lances, na vida evidenciou-se pelo seu forte carácter. Tal foi, aliás, notório na sua passagem pelo Sporting, clube que honrou e respeitou com elevado profissionalismo, sempre elogiando e agradecendo o carinho dos seus adeptos, nunca deixando porém de salientar que o seu coração morava nas Antas, amor incondicional a um clube aí já caído em desuso para a maioria dos seus colegas de profissão. Terminada a sua carreira de futebolista, acreditou-se que um dia regressaria ao seu FC Porto como dirigente. Todavia, vitima do calculismo e da pequena política, esse retorno foi sendo sucessivamente adiado. Até que Pinto da Costa finalmente o chamou e Gomes pôde marcar o seu último golo, vendo uma equipa da formação do seu clube do coração sagrar-se campeã europeia. 

 

Homem com H grande, a sua voz de barítono cativava quando se fazia ouvir. Porem, seria através da gestão dos silêncios, na forma como soube sofrer em recato as injustiças da vida (incluindo as desportivas), que mais viria a tocar este adepto do Sporting. Foi um senhor. E como senhor que foi, aqui lhe deixo a minha mais sincera homenagem. Ganhou o céu um anjo, e como anjo certamente goleará por toda a eternidade. (Com a vantagem de se dizer que os anjos não têm costas, assim não podendo ser apunhalados por trás.)

fernando gomes.jpg

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Siga-nos no Facebook

Castigo Máximo

Comentários recentes

  • José

    è certo que os fétiches - por serem fétiches - s...

  • JG

    Caro Pedro permita-me discordar. O CD ao penalizar...

  • Pedro Azevedo

    É muita cirurgia… plástica.

  • Anónimo

    Conceição expulso pela 22 vez 😬. E continua a mere...

  • Pedro Azevedo

    Top, merecia um Post.