Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

01
Mar21

Não há coincidências...


Pedro Azevedo

O que têm em comum Carlos Xavier, Ademar, Virgílio, Freire, Alberto e Mário Jorge? Em 1981/82 eram jovens da nossa Formação que Malcolm Allison não hesitou em aproveitar nessa campanha gloriosa que terminou em dobradinha. No total, os seis realizaram 187 jogos nessa época (que incluiu também jogos europeus e Taça de Portugal), 123 deles a contar para o campeonato. A enquadrar estes, com mais experiência, estavam outros 4 jogadores formados no clube. A saber: Zezinho, Barão, Inácio e Bastos. Realizaram 71 jogos nessa temporada, 42 para o campeonato. Juntando todos (10!), tivemos um total de 258 jogos (165 para o campeonato) disputados nessa época por jogadores formados no clube.

 

O que têm em comum Max, Eduardo Quaresma, Gonçalo Inácio, Nuno Mendes, Matheus Nunes, Daniel Bragança, Jovane Cabral, Gonzalo Plata, Tiago Tomás e Pedro Marques? São jogadores formados no clube (Matheus e Plata no último estádio de desenvolvimento) que Rúben Amorim não tem hesitado em desenvolver e apostar no decurso desta ápoca. Todos juntos, até agora realizaram 152 jogos, 98 deles a contar para o campeonato. Enquadrando-os, com mais experiência, estão também Palhinha e João Mário, igualmente formados no clube, que combinadamente já jogaram por 48 vezes, 36 das quais referentes a jogos de campeonato. Somando ambos os grupos, temos (até agora) um total de 12(!) jogadores formados no clube com 200 jogos (134 para o campeonato) de utilização.

 

Os números, muito semelhantes, serão certamente chocantes para quem habitualmente não valoriza a nossa Formação ou pensa que não se ganham títulos com plantéis com muitos jogadores formados no clube. Aceitemos assim que a Formação é um bom ingrediente para manjares epicuristas condenados ao sucesso, porém não esqueçamos que o tempêro faz toda a diferença. É que a equipa de 81/82 tinha uma espinha vertebral de luxo formada por solistas como Meszaros, Eurico, Oliveira, Manuel Fernandes e Jordão e carregadores de piano de primeira água como Nogueira e Marinho. Já a actual, não possuindo tanto génio como aquela com que Allison contou, teve até agora em Amorim o artífice do todo, o Chef, que como sabemos na boa cozinha produz resultados superiores à soma das partes.  

Aproveitar a Formação é o único caminho para se ganharem campeonatos? Seguramente que não, mas não há outro que simultaneamente garanta tanto a sustentabilidade de um clube como este. 

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Siga-nos no Facebook

Castigo Máximo

Comentários recentes

  • Anónimo

    Boa noite Pedro,Não quero desanimar e acredito na ...

  • Pedro Azevedo

    Acrescento que a equipa parece acreditar sempre at...

  • Pedro Azevedo

    Caro Pedro, muito estranho este recuo. Dá-me a ide...

  • Pedro Azevedo

    Mais escrutínio das sociedades e regras de prevenç...

  • Pedro Azevedo

    Caro Miguel Faria, seria interessante isto espolet...