Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

29
Dez18

Mitos da bola (1) - Bernabé Ferreyra


Pedro Azevedo

- "Então você é que é A Fera?" -, inquiriu-o um dia Carlos Gardel.

- "Não, maestro, o senhor é que é A Fera quando canta." -, respondeu ele.

 

Modesto, Barnabé Ferreyra, de cognome "La Fiera", "Morteiro de Rufino" ou "Rompe redes", foi um jogador argentino dos anos 30, ainda hoje recordado pela potência do seu remate. O seu pontapé de canhão tornou-se lendário ao serviço do River Plate, facto para o qual muito contribuíram episódios como o ocorrido com Fernando Bello, guarda-redes do Independiente, que ao defender um penalty seu partiu os dois pulsos, desmaiando de seguida. Noutra ocasião, no Superclássico contra o Boca Juniors, marcou o golo decisivo na recarga a um tiro tão potente que ao acertar no estômago do guardião "xeneize" (Arico Suárez) o deixou ko. Era tal a sua fama que antes e depois de cada jogo seu, e durante o intervalo, os altifalantes do estádio dos "Milionários" ecoavam um tango composto em homenagem a este artilheiro implacável.

Bernabé Ferreyra marcou 232 golos em 228 jogos, para o campeonato argentino, pelo Tigre e River Plate (187 golos em 185 jogos), sendo até hoje um dos 3 únicos sul-americanos, conjuntamente com o peruano Valeriano López e o brasileiro Arthur Friedenreich, a conseguir uma média superior a 1 golo por jogo. Um Peyroteo do futebol argentino, embora longe da média estratosférica do insuperável ídolo leonino.

bernabé ferreyra.jpg

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Siga-nos no Facebook

Castigo Máximo

Comentários recentes

  • Pedro Azevedo

    Um ano extraordinário. À Sporting. A repetir, clar...

  • José da Xã

    Amigo Pedro,este foi um ano irrepreensível. A repe...

  • Pedro Azevedo

    Boa noite, caro S. Almeida e obrigado. Eu ainda te...

  • S. Almeida

    Caro Pedro AzevedoUm bom regresso às lides, com as...

  • Pedro Azevedo

    Como dizia o Nelson Rodrigues a propósito do Brasi...