Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

31
Jul21

De “underdog” a “under pressure”


Pedro Azevedo

Embora a "silly season" futebolística ainda esteja para durar - a janela de transferências continua aberta e isso é uma garantia de alarmantes parangonas da imprensa escrita e de programas de TV onde uns indivíduos já com idade para terem juízo peroram demorada e especulativamente sobre o sexo dos anjos enquanto não arranjam um tacho como directores desportivos de clubes que vão 10 anos à frente não se sabe em que modalidade ou habilidade - , para hoje está marcada a disputa da Supertaça. É uma especie de "rentrée", uma Festa do Pontal do futebol português, embora em bom rigor a nova época desportiva já se tenha iniciado com jogos a contar para a Taça da Liga. 

Ora, Sporting Clube de Portugal e Sporting Clube de Braga vão esta noite medir forças em Aveiro, não num mítico Mário Duarte que se enquadrava na perfeição num belíssimo jardim público mas sim num elefante branco ferrugento e símbolo do novo-riquismo tuga. Os analistas dão o Sporting, o nosso, o de Portugal, como favorito, e eu penso que esse poderá ser o maior obstáculo ou desafio que se deparará aos pupilos de Ruben Amorim. Vou passar a explicar: na época passada não éramos favoritos a nada. De tal forma que mesmo quando defrontámos um Braga totalmente incensado pela imprensa desportiva viam-nos como o "underdog". E de filhos de um deus menor em filhos de um deus menor lá fomos fazendo o nosso caminho, sempre sem nos levarem muito a sério, até que, dando finalmente por nós, juntámos a prova de regularidade que é o Campeonato Nacional à Taça da Liga, transformando a estrelinha atribuída a Ruben Amorim numa enorme constelação que uniu em júbilo os Sportinguistas. Caindo na realidade, a imprensa agora já nos leva a sério. E atribui-nos favoritismo. Ora, isso cria pressão, uma pressão boa e natural para quem vista a verde-e-branca, mas pressão. O que também aviva a curiosidade de saber-se como jogadores jovens vão abraçar esta nova responsabilidade tão cedo nas suas carreiras. Esse será um jogo dentro do próprio jogo em si, ao qual poderemos ajuntar o facto de finalmente voltarmos a ter público nos estádios. Teremos assim um novo teste a este Sporting. Amorim já disse que os leões estão mais fortes, os processos de jogo mais assimilados. Assim, queremos também que mentalmente isso se venha a verificar no relvado, de forma a que esta nova etapa coincida com a consolidação de um ciclo virtuoso do nosso Sporting. A partir das 20h45 uma nova história começará a escrever-se. 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Siga-nos no Facebook

Castigo Máximo

Comentários recentes