Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

01
Fev22

A ginga na cabine telefónica e o regresso do filho pródigo


Pedro Azevedo

Ao Sporting chegou ontem Marcus Edwards, futebolista inglês que actuava no Vitória Sport Clube. Com esta aquisição o Sporting ganha um jogador que desequilibra no 1x1, uma lacuna existente no plantel desde que Raphinha foi vendido aos franceses do Rennes. Bem sei, alguns poderão argumentar que Jovane, de quem eu muito gosto, agora cedido com cláusula de opção aos romanos da Lazio, era esse jogador, mas o cabo-verdiano reunia outras características, mais talvez próprias de um segundo ponta de lança (o Samuel Lino, do Gil Vicente, será o jogador que mais se lhe assemelha), sendo igualmente veloz e com golo mas não possuindo uma finta tão curta e desconcertante quanto a do ex-vimaranense (apesar de sempre ter tido o mérito de ousar ir para cima do seu defensor directo). Além disso, teve sucessivas lesões musculares, o que o impediu de ganhar o ritmo certo que lhe permitisse atingir o patamar que, na minha opinião, as suas qualidades pressagiavam.

 

Edwards tem indiscutivelmente pormenores de craque, aliás bem patentes na forma como progride em velocidade com a bola "colada" ao pé. Adicionalmente, demonstra critério no timing de passe e sabe explorar e solicitar os espaços entre-linhas, seja neles penetrando através do drible ou de tabelinhas curtas com quem já lá esteja. Aliás, a sua ginga permite-lhe tirar com facilidade 1 ou 2 adversários da frente no espaço de uma cabine telefónica, o que se fortemente recomenda contra equipas que estacionem o autocarro. Estas características contrastam com a qualidade de passe (Sarabia), de entendimento do jogo (Paulinho) ou de remate (Pote) dos outros avançados do Sporting, sendo por isso de uma complementariedade indiscutível para o plantel. Deve, porém, melhorar o seu envolvimento defensivo, não sendo crível que Amorim venha a apostar muito nele se não o fizer, pelo que, não suprindo essa lacuna, estar-lhe-ão reservados os momentos finais de jogos já antecipadamente resolvidos a nosso favor ou que necessitem de que "toda a carne seja posta no assador". O bom é que terá tempo para se adaptar, havendo Pote, Sarabia, Nuno Santos e Tabata como opções para o combate ao título de 2021/22. Porém, caso suba os seus níveis de competitividade, quem sabe se o Sporting não terá aqui o joker para o ataque ao título...

 

Regresso festejado é o de Islam Slimani, que um dia se despediu em lágrimas do público de Alvalade após ter contribuído decisivamente para uma vitória num Clássico e agora volta ao nosso convívio para presumivelmente trazer-nos mais sorrisos nos lábios. Para já o Sporting ganha uma solução alternativa a Paulinho através de um jogador diferente, bastante melhor na grande área e igualmente com algum associativismo (como agora se diz em futebolês). Tecnicamente não é tão bom quanto Paulinho, porém também desce no terreno e dá apoios verticais. Todavia, dele não será provavelmente de esperar que arredonde tanto o jogo como Paulinho faz, mas sim que procure a profundidade. Enquanto Paulinho se destaca pela inteligente leitura de jogo e algumas características mais próprias de um armador, Slimani é um avançado móvel que desgasta os defesas com as suas correrias em toda a frente de ataque e depois consegue ainda estar na área no momento da finalização. Nesse detalhe é bem mais frio do que Paulinho, tem o tal "killer instinct" que lhe permite escolher o posicionamento perfeito e não treme na hora de rematar, destacando-se aqui o seu superior jogo de cabeça. Para terminar esta breve análise, estando Slimani em jogo, provavelmente Amorim pedirá a Pote para recuar e daí organizar o jogo, missão actualmente conferida a Paulinho, este último uma espécie de Firmino do Klopp no sistema de Rúben (ao Slimani estará reservado o papel de "moto").

 

Sejam bem-vindos ambos e que nos reiterem as alegrias vividas na época passada e também já nesta temporada (conquistas da Supertaça e da Taça da Liga)!

sli e edwards.jpg

12 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Siga-nos no Facebook

Castigo Máximo

Comentários recentes

  • Anónimo

    Caro Pedro,Talvez por mero acaso estou-me a lembra...

  • Pedro Azevedo

    Fantasma na ópera e eSCALAr para a Europa. Faz sen...

  • Pedro Azevedo

    Entretanto, o Famalicão deu-nos uma mãozinha…

  • João Gil

    O Sporting não vai chegar tarde à Europa. O Benfic...

  • JG

    Caro Pedro sem dúvida esses troféus são importante...